Skip to content

Japão quer transmitir Copa por holografia

SÃO PAULO – No Brasil, 2010 é o ano da Copa em alta definição. No mundo, o máximo que veremos serão jogos em 3D. Mas, no Japão, já se fala em transmitir partidas de futebol por holografia – não apenas pela TV, mas também dentro dos estádios.

O país, que deseja sediar o torneio em 2022, disse à FIFA que, caso seja escolhido, oferecerá tecnologia para o mundo inteiro assistir os jogos em projeções holográficas. Na prática, nós brasileiros poderíamos ir ao Maracanã e acompanhar os jogadores correndo pelo campo, em tamanho real, como se eles estivessem lá mesmo.

A proposta do Japão prevê um investimento de 6 bilhões de dólares para captar as partidas em 360 graus, utilizando 200 câmeras de alta definição. A ideia é capturar também o som em volume real e distribuí-lo pelo sistema de áudio do estádio. A instalação do equipamento de recepção seria feita em 400 estádios selecionados, alcançando 360 milhões de pessoas.

Toda essa parafernália traria uma bomba de gastos com energia, certo? Com certeza, mas o projeto inclui também painéis solares e dispositivos para retirar a energia cinética gerada em cada canto da própria arena.

Em comunicado, o diretor de tecnologia da comitiva da Associação Japonesa de Futebol, Jun Murai, admite que a proposta parece longe da realidade e lembra engenhocas de ficção científica. Mas o cientista da computação, conhecido como pai da internet japonesa, acredita que a tecnologia estará pronta muito antes do campeonato, já em 2016. E nós discutindo se o Brasil terá estádios decentes para a próxima Copa do Mundo.

Em comunicado, o diretor de tecnologia da comitiva da Associação Japonesa de Futebol, Jun Murai, admite que a proposta parece longe da realidade e lembra engenhocas de ficção científica. Mas o cientista da computação, conhecido como pai da internet japonesa, acredita que a tecnologia estará pronta muito antes do campeonato, já em 2016. E nós discutindo se o Brasil terá estádios decentes para a próxima Copa do Mundo.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/ti/japao-quer-transmitir-copa-por-holografia-22052010-5.shl

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – PETCC

 

Seleção de Bolsistas e Voluntários para o PETCC

O Programa de Educação Tutorial (PET) foi criado para apoiar atividades acadêmicas que integram ensino, pesquisa e extensão. Formado por grupos tutoriais de aprendizagem, o PET propicia aos alunos participantes, sob a orientação de um tutor, a realização de atividades extracurriculares que complementem a formação acadêmica do estudante e atendam às necessidades do próprio curso de graduação. O estudante e o professor tutor recebem apoio financeiro de acordo com a Política Nacional de Iniciação Científica. Fonte: MEC

Dia do Orgulho NERD (BAZINGA!!)

O Dia do Orgulho Nerd, ou Dia do Orgulho Geek é uma iniciativa que advoga o direito de toda pessoa ser um nerd ou um geek. Teve origem na Espanha (“dia del orgullo friki”, em espanhol).

O dia do orgulho nerd é celebrado em 25 de maio desde 2006, comemorando a première do primeiro filme da série Star Wars, em 1977. O dia 25 de maio também é o Dia da Toalha, em homenagem ao escritor Douglas Adams.

obs.(Douglas Adams é um famoso escritor de um dos melhores romances “nerds” já escrito na face do nosso globo).

Direitos e deveres dos nerds

Foi criado um manifesto para celebrar o primeiro Dia do Orgulho Nerd, que incluía a seguinte lista de direitos e deveres dos nerds:

Direitos
  1. O direito de ser nerd.
  2. O direito de não ter que sair de casa.
  3. O direito a não ter um par e ser virgem.
  4. O direito de não gostar de futebol ou de qualquer outro esporte.
  5. O direito de se associar com outros nerds.
  6. O direito de ter poucos (ou nenhum) amigo.
  7. O direito de ter o tanto de amigos nerds que quiser.
  8. O direito de não ter que estar “na moda”.
  9. O direito ao sobrepeso (ou subpeso) e de ter problemas de visão.
  10. O direito de expressar sua nerdice.
  11. O direito de dominar o mundo.
Deveres
  1. Ser nerd, não importa o quê.
  2. Tentar ser mais nerd do que qualquer um.
  3. Se há uma discussão sobre um assunto nerd, deve dar sua opinião.
  4. Guardar todo e qualquer objeto nerd que tiver.
  5. Fazer todo o possível para exibir seus objetos nerds como se fosse um “museu da nerdice”.
  6. Não ser um nerd generalista. Você deve se especializar em algo.
  7. Assistir a qualquer filme nerd na noite de estréia e comprar qualquer livro nerd antes de todo mundo.
  8. Esperar na fila em toda noite de estréia. Se puder ir fantasiado, ou pelo menos com uma camisa relacionada ao tema, melhor ainda.
  9. Não perder seu tempo em nada que não seja relacionado à nerdice.
  10. Tentar dominar o mundo.

Esse post foi pra avisar de que nós devemos fazer algo nesse dia tão importante para a nossa gente!!!

Canabis Airlines ultrapassando fronteiras!!!

Avião de papel lançado ao espaço fotografa a Terra

Aeronave subiu pouco mais de 27 km e caiu em uma floresta.
Descida durou aproximadamente 90 minutos e as três minicâmeras conseguiram registrar imagens.

imagem
Uma equipe do Reino Unido formada por fãs de assuntos que envolvem o espaço resolveu lançar na atmosfera um avião de papel que durante sua viagem de volta, registrou belas imagens da Terra. O grupo construiu o avião a partir de folhas e pedaços de papel, equipou a pequena aeronave Vulture 1 com três minicâmeras e depois, prendeu em um balão de gás hélio.

Depois de subir pouco mais de 27 km, o balão explodiu, permitindo que o avião, de 90 cm de envergadura, retornasse à Terra em aproximadamente 90 minutos. Todo o percurso foi acompanhado pelos criadores Steve Daniels, Lester Haines e John Oates por meio de GPS (sistema de posicionamento global). O lançamento aconteceu em uma área remota que fica a cerca de 80 km de Madri, na Espanha, e o equipamento caiu a apenas 100 km de onde partiu em uma floresta. O avião estava praticamente intacto, com apenas um buraco em uma das asas.

Oates diz que ficou surpreso com a experiência, segundo o site britânico The Telegraph.

– Queríamos um projeto maluco, mas ficamos surpresos com o sucesso. Estamos encantados. Nunca pensei que iríamos encontrar o avião inteiro. Ele poderia ter ido parar em qualquer lugar em pedaços. Foi surpreendente encontrá-lo em uma região tão selvagem. Só havia um pequeno buraco na asa.

O projeto que lançou o avião de papel se chama PARIS (Paper Aircraft Released Into Space ou Avião de Papel Lançado ao Espaço, em português).

Os exploradores espaciais anônimos se empenharam no projeto para se divertir, ao custo do equivalente a pouco mais de R$ 22 mil (9.000 libras), pagos por uma empresa patrocinadora. As ações foram coordenadas pelos três homens, mas leitores do site de tecnologia The Register também puderam opinar sobre as fases do projeto.

HAPPY BIRTHDAY!!!

O navegador Firefox, um dos mais populares do mercado, comemora seis anos nesta terça-feira. O browser foi lançado em 9 de novembro de 2004, como uma alternativa mais segura ao Internet Explorer 6, programa que detinha um domínio massacrante do mercado. Passados seis anos, o Firefox ocupa hoje o segundo lugar entre os navegadores mais usados – segundo dados da StatCounter, ele representa 31,5% do mercado total de browers no mundo.

A versão mais recente do programa, o Firefox 4, estará disponível aos usuários no começo de 2011. A atualização trará algumas novidades como suporte a HTML 5, um novo desenho de interface, funcionalidade multi-touch – para quem preferir interagir com o browser através de monitores sensíveis ao toque – e aceleração por hardware de vídeo HD.

Concorrência – Ao comemorar seu sexto ano, o Firefox também ganha um novo rival. Anunciado como a grande promessa da web nesta era de grande sucesso das redes sociais, o RockMelt, navegador desenvolvido pelo fundador do Netscape, Marc Andreessen, combina ferramentas de busca ao Facebook e dá ao usuário a oportunidade de compartilhar conteúdos através de um só clique.

Lançado na segunda, o navegador foi baseado no software Chromium, do Google, e foi concebido para permitir aos internautas uma interação mais fácil com seus amigos através do Facebook e Twitter. Para ter acesso ao browser, o usuário precisa solicitar o convite no site oficial do navegador.

No objetivo de evitar qualquer repercussão negativa acerca de problemas envolvendo a privacidade – um dos grandes temas do momento na web -, o desenvolvedor do RockMelt adiantou que as informações dos usuários que usarem o seu programa não serão repassadas a anunciantes.

Ditadura no “NOVO” Milênio

No início de outubro, em um Congresso Nacional esvaziado enquanto o Brasil discute as eleições, o Projeto de Lei (PL) 84/99 do senador Eduardo Azeredo, do PSDB de José Serra, foi aprovado em duas comissões na Câmara.


Também conhecido como “AI-5 digital”, uma referência ao Ato Institucional nº 5 que o regime militar baixou em 1968 para fechar o parlamento e acabar com a liberdade de expressão, o PL permite violar os direitos civis, transfere para a sociedade a responsabilidade sobre a segurança na internet que deveria ser das empresas e ataca a inclusão digital.


O projeto de Azeredo passa também a tratar como crime sujeito a prisão de até três anos a transferência ou fornecimento não autorizado de dado ou informação. Isso pode incluir desde baixar músicas até a mera citação de trechos de uma matéria em um blog.


Conheça os principais pontos do projeto do Azeredo.


1. Quebra de sigilo


Ironicamente, o PL do parlamentar ligado ao partido que se diz vítima de uma suposta quebra de sigilo nas eleições, determina que os dados dos internautas possam ser divulgados ao Ministério Público ou à polícia sem a necessidade de uma ordem judicial. Na prática, será possível quebrar o sigilo de qualquer pessoa sem autorização da Justiça, ao contrário do que diz a Constituição.


2. Internet para ricos


Azeredo quer ainda que os provedores de acesso à Internet e de conteúdo (serviços de e-mail , publicadores de blog e o Google) guardem o registro de toda a navegação de cada usuário por três anos, com a origem, a hora e a data da conexão.


Além de exemplo de violação à privacidade, o projeto deixa claro: para os tucanos, internet é para quem pode pagar, já que nas redes sem fio que algumas cidades já estão implementando para aumentar a inclusão digital, várias pessoas navegam com o mesmo número de IP (o endereço na internet).


3. Ajudinha aos banqueiros


Um dos argumentos do deputado ficha suja reeleito em 2010 – responde a ação penal por peculato e lavagem ou ocultação de bem –, é que o rastreamento das pessoas que utilizam a internet ajudará a acabar com as fraudes bancárias. Seria mais eficaz que os bancos fossem obrigados a adotar uma assinatura digital nas transações para todos os clientes. Mas, isso geraria mais custos aos bancos e o parlamentar não quer se indispor com eles.


O que acontece agora?


Atualmente, o “PL Azeredo” tramita na Câmara de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara e aguarda a posição do relator Júlio Semeghini, do PSDB-RJ.


A má notícia é que foi esse deputado que garantiu, em outubro de 2009, que o projeto aguardaria o desenrolar dos debates para seguir tramitando. Mas, Semeghini fez o contrário do prometido e tocou o projeto adiante.


Com a provável aprovação, a última alternativa para evitar que vire lei e acabe com a democracia digital no Brasil será o veto do próximo presidente.

Google pagará a hackers que acharem falhas em seus sites!

imagem
O Google está oferecendo aos pesquisadores na internet o pagamento de recompensa aos que encontrarem vulnerabilidades na página de buscas do Google, YouTube, Blogger e Orkut. O valor pago dependerá da falha localizada, e varia entre US$ 500 a US$ 3,1 mil.

Há quase um ano, o Google lançou o programa de recompensa para o navegador Chrome. Desde janeiro, a companhia já pagou cerca de 50 recompensas por erros de segurança no browser.

Segundo a empresa, o objetivo do programa é que as vulnerabilidades sejam encontradas antes que elas se espalhem pela internet. Os pesquisadores que encontrarem algum erro devem reportar à empresa antes que ele se torne público.

O Android e aplicativos do Google Desktop, como o Picasa, não foram incluídos no projeto, mas a empresa anunciou que eles podem ser abrangidos no futuro.

fonte: G1/Globo